Curriculum Vitae

Informações Básicas

        As pessoas que não consideram correto julgar um candidato ou candidata a um emprego ou promoção apenas pelo currículo que apresentam, certamente são as mesmas que já foram prejudicadas por tal situação. De fato é um preço caro a ser pago. Que importância um pedaço de papel pode ter? E as entrevistas?... É válido considerar que este "pedaço de papel", dependendo da apresentação e do conteúdo, pode ter dois caminhos: estar junto com os poucos que serão convidados para entrevista ou simplesmente o LIXO. O motivo é simples. Para os profissionais de recursos humanos e empresas especializadas em contratação, analisar antecipadamente os currículos, dá a eles a chance de pré-selecionar os potenciais candidatos. Ou seja: os que estejam dentro ou próximos do perfil ideal e com isso ganhar muito tempo. Já que o currículo é tão poderoso, devemos considerar algumas questões fundamentais antes de enviá-lo:

- Objetividade: Seja sucinto com relação aos dados que vai informar. Vamos a alguns exemplos:

- Documentação: Informar apenas o número do CPF e RG. Caso a empresa necessite de outras informações, certamente pedirá. Aliás, se a empresa pedir, Parabéns!

- Escolaridade: Informe apenas aquilo que realmente interessa. Basicamente o ano de início/conclusão do 2o Grau e/ou Superior, com o nome da instituição, cidade/estado e a área de especialização.

- Experiência Profissional: Caso você já tenha passado por diversos empregos e empresas, um lembrete: as empresas  analisarão fatores como: idade, tempo de permanência em cada emprego/empresa, promoções, intervalos entre empregos, etc.. Dentro deste quesito, você deve informar:

Caso você não tenha passado os últimos 15 anos "fora de órbita", certamente possui conhecimentos fundamentais de informática: cite-os. Se não tem, trate de aprender urgente programas como: Windows, Word e Excel e aproveite para conhecer mais sobre o fascinante mundo da internet. Cuidado com os anúncios de emprego. "Sólida experiência na função", quer dizer experiência inquestionável, efetiva. Caso sua experiência não seja tão sólida assim, faça uma favor à si próprio e à empresa: não perca tempo, nem mande o currículo. Até mesmo currículos apresentáveis, de candidatos(as) que mereceriam uma entrevista, podem ser desclassificados por motivos simples, que muitos acreditam ser um fator complicador: "Informar pretensão salarial". Alguns insistem em ficar em dúvida: "Informo ou não?" e ainda: "Quanto eu informo?" A dica é as seguinte: Se deseja que levem seu currículo a sério, coloque. Pense: como você consideraria um candidato que não é capaz de atender à um simples pedido?... Lembrete: Colocar "Salário a combinar" é o mesmo que não informar nada.

Clareza: Seja claro em tudo que escrever. Faça uma crítica e verifique se tudo que está exposto, está realmente claro. Você pode não ter uma segunda chance de explicar coisa alguma.

Precisão e Correção: Nada de entregar um currículo todo corrigido com corretivos ou rasuras de qualquer espécie. Errou, faça de novo. Os currículos entregues com erros ou rasuras transferem péssima impressão.

Estética, Cores e Layout: Com a popularização da informática, passou a ser comum o uso do computador e da impressora para a confecção de currículos. No entanto, caso você não obedeça a algumas regras de bom senso e estética, você pode perder até para os que são feitos em máquina de escrever manual. Tudo depende de como você ordena e apresenta suas informações. Nem pense em colocar aquela fonte (tipo de letra), só porque é "bonitinha". Você deve lembrar que seu currículo deve ser acima de tudo legível. De forma geral fontes especiais ou diferentes só atrapalham a leitura e a compreensão. Com relação as cores, deixe de lado as dúvidas e conte com o tradicional papel branco formato A4 e impressão em preto. Sobre as fontes ainda, o tamanho ideal de fonte é 12 ou 14 no máximo. Fontes perfeitas: Arial, Times New Roman ou verdana. Nada de colocar vários tipos de fonte, isso só confunde. Se quiser enfatizar títulos e sub-títulos, utilize recursos da própria fonte, variando tamanho, disposição, sublinhado, negrito, itálico e assim por diante.

Prefira imprimir vários originais para entregar. Caso prefira reproduzir cópias xerográficas, somente faça isso se a qualidade da reprodução for excelente.

Tamanho Ideal do Currículo: Em duas ou três páginas, é perfeitamente possível apresentar bem uma pessoa, qualquer que seja a sua experiência profissional. Foto 3x4: Imprescindível caso solicitem. Caso seja opcional e você decida colocar a foto, procure colocar uma boa foto e atualizada. Seja Honesto: Não tem sentido exagerar ou mentir sobre você mesmo. Afinal, suas argumentações podem cair por terra já na entrevista.

Certificados: Quando não forem solicitados, (maioria dos casos), não insista em enviar um "dossiê" pessoal. Só dá trabalho para folhear e os analistas só lerão o que está no currículo e não fora dele. Não complique... No topo ou rodapé de todas as páginas coloque corretamente seus dados básicos de contato, como telefone, fax ou e-mail, assim eles poderão encontrá-lo mais rapidamente. Detalhe: caso o currículo seja endereçado à uma pessoa específica, trate de não errar o nome desta pessoa.

Carta de apresentação: Esta é uma opção interessante que dá a oportunidade ao candidato de expor mais livremente suas características pessoais, enaltecendo habilidades e qualificações que interessem a quem ler. Você deve ter o cuidado de elaborar uma redação de qualidade procurando se apresentar de forma convincente. A carta deve ser datada e assinada e conter ainda o nome (correto) da pessoa a quem se destina.

RESUMO: Seja claro, objetivo, correto e honesto, pois SEU CURRÍCULO É SEU PORTA VOZ. Cuide dele com todo cuidado, para que possa dar um bom recado sobre você, com todos esses cuidados, certamente você terá mais chances de ser entrevistado.

 

Elaborando o seu currículo

Foco do leitor:

Na maioria das vezes, o currículo não é enviado diretamente ao contratante. Por isso, é muito importante prestar atenção à linguagem adotada. Redija o seu currículo tendo em mente o seu leitor, evitando termos técnicos ou detalhes que não sintetizem a sua experiência. Assim, evita-se que o currículo seja descartado devido ao desconhecimento, pelo leitor, das suas habilidades. Cada destinatário tem prioridades e expectativas próprias, que devem ser atendidas pelo conteúdo do currículo. Uma boa idéia, por exemplo, é utilizar a mesma linguagem do anúncio. Se o anúncio é mais descritivo, faça o seu currículo desta forma. Se ele é mais objetivo e prático, escreva-o assim, destacando mais as suas realizações.

Escolhendo um formato de currículo:

Existem dois formatos de currículos: o Cronológico e o Funcional. Veja qual deles se encaixa melhor na sua experiência profissional.

Cronológico: utilize-o se você tem um histórico profissional constante e extenso. Desta forma, a sua experiência profissional é apresentada em ordem cronológica (coloque primeiro o emprego mais recente). É a forma mais comum de se escrever um currículo.

Funcional: utilize-o se deseja ocupar funções diferentes das atuais ou tem espaços de tempo em branco entre um emprego e outro. Você descreverá sua experiência através das suas realizações e habilidades, enfatizando as suas conquistas. Assim, você criará uma lista das funções que exerceu, suas conquistas e habilidades desenvolvidas.

O formato funcional pode ser especialmente útil se suas competências e habilidades não forem tão óbvias para o emprego pretendido. Já o cronológico é útil para destacar uma longa experiência na área. Caso não saiba qual dos dois utilizar, faça os dois e escolha aquele, que a seu ver, é o mais adequado.

Criando uma primeira impressão:

O conteúdo de seu currículo exige muita atenção aos detalhes, já que um pequeno erro pode depreciar todo o currículo. Para isso, reserve bastante tempo para organizá-lo, redigi-lo e corrigi-lo. O currículo é o seu primeiro contato com o empregador. Ao redigi-lo, tenha em mente que o empregador o lerá rapidamente. Por isso, organize-o para que a sua leitura seja fácil e para que as informações importantes estejam claras. Utilize linguagem simples, clara e sem erros. Simplifique as frases, procurando sintetizar as idéias. Desta forma, você demonstrará que é capaz de abordar temas complexos de maneira simples. Evite colocar empregos ou habilidades sem importância para o cargo. Assim, o empregador sentirá que você é objetivo e preparou o currículo especialmente para aquela vaga. Verifique se não há erros de ortografia, utilizando o corretor ortográfico do seu processador de textos e imprimindo e revisando o seu currículo no papel. Se estiver desempregado, procure realizar alguma atividade, mesmo que somente social e sem remuneração, que possa ser utilizada para destacar alguma habilidade. Funções de organização ou participação em eventos podem desenvolver habilidades gerenciais e isto pode ser importante para o seu futuro emprego. Fazer um texto criativo e interessante impressiona o leitor e facilita um convite para uma entrevista. Cada parágrafo deve causar impacto no leitor. Você deve "vender" as suas realizações para o empregador. Utilize expressões curtas e descritivas e inicie as frases utilizando verbos, para demonstrar ação. Uma frase ativa diz o que você fez e quais os resultados que a ação trouxe à empresa. Cuidado para não sobrecarregar no tom: se a frase parecer exagerada, utilize outros termos para suavizá-la, mas não deixe de escrevê-la, pois o que nela está dito faz parte de suas conquistas.

Dados para retorno:

As informações de contato devem facilitar a comunicação entre a empresa e você. O empregador precisa lhe encontrar com facilidade. É essencial indicar seu endereço completo. Informe também um meio de contato alternativo, como o seu celular ou pager. Informe também o seu e-mail, porém se você estiver empregado e utilizando o e-mail da empresa, tome algumas precauções, pois algumas delas verificam o conteúdo dos e-mails e podem descobrir que você está enviando currículos. Verifique se as mensagens da secretária eletrônica e do celular são claras, para evitar que o empregador se confunda e acabe não deixando o recado.

Descrevendo a sua formação:

A sua formação é importante, mas a sua experiência no trabalho é mais. Somente dê mais destaque à formação do que à experiência profissional se ela lhe der uma grande vantagem. Geralmente, quanto mais recente for a conclusão dos estudos, mais detalhada deverá ser a descrição. Na hora de descrever a formação e as conquistas profissionais, priorize os itens mais importantes sem inchar o currículo com palavras desnecessárias, procurando colocar as informações mais recentes logo no início do currículo. As formações mais antigas não precisam ser descritas em detalhes, a não ser que sejam muito importantes para o emprego. Dê destaque para os treinamentos feitos por iniciativa própria. Assim, o empregador verá que você procura se atualizar e é motivado. Caso tenha realizado muitos cursos e treinamentos, descreva apenas os mais importantes para o cargo em questão. Não cite os cursos em que não obteve êxito: isto passa uma imagem negativa ao empregador. Não cite qualificações em idiomas que não domina. Se necessário, atualize-se: hoje em dia é obrigatório saber informática e inglês.

Sintetizando seus principais pontos:

Além de descrever seus empregos, realizações e habilidades, você deve descrever a si próprio em uma carta de apresentação ou, ainda, no primeiro parágrafo do currículo. Adote um estilo simples, claro e objetivo ao se autodescrever: evite o uso de frases feitas e chavões. Escreva diversas frases curtas que valorizem seus pontos-chave e que digam ao empregador porque você é qualificado para aquele cargo. Estas frases podem ser uma síntese de todas as qualificações e habilidades descritas no currículo, mas devem ser escritas tendo em mente o emprego desejado e o leitor do currículo. Analise cuidadosamente quais das suas habilidades serão descritas nesta parte, pois isto pode significar o convite para a entrevista.

 

Meios de envio

Analisando a exigência de envio de uma empresa:

Caso haja dúvidas de como enviar seu currículo a uma empresa, informe-se por telefone ou por e-mail dos meios de recebimento de currículos. Seja objetivo e direto ao ligar para a empresa. Um exemplo de como se portar no telefone: "Gostaria de saber como posso enviar o meu currículo para participar do processo seletivo". Anote os dados que serão passados e o nome da pessoa responsável pelo recebimento. Agradeça atenciosamente.

Envio por e-mail:

O e-mail oferece grandes vantagens graças a sua rapidez e simplicidade, mas convém tomar alguns cuidados. O modo eletrônico mais seguro de enviar seu currículo é anexá-lo ao e-mail, mas muitas empresas não aceitam o recebimento de currículos anexados. Neste caso, as informações devem ser encaminhadas diretamente através do corpo da mensagem. Ao enviar o e-mail com seu currículo em anexo, certifique-se de mandar uma mensagem, informando a pessoa responsável pelo recebimento, sobre o currículo anexado. No campo Assunto, digite: "Currículo" ou o que a própria empresa designar. Na caixa de texto digite o nome do responsável pelo recebimento, a informação sobre seu currículo anexado e seu nome.

Envio por correio:

O Correio é o meio mais comum de enviar seu currículo. No envelope, escreva os seus dados e os do destinatário com letras legíveis ou imprima etiquetas. Use envelopes simples, de boa qualidade e na mesma proporção do papel em que foi impresso o currículo. Assim você estará passando a impressão de ser uma pessoa responsável e bem organizada.

Envio por fax:

Envie seu currículo por fax, caso este procedimento seja solicitado. Use uma folha de rosto simples, isso mostra organização e interesse. Você pode utilizar modelos do Microsoft Word, que são simples e fáceis de editar. Caso o seu currículo esteja um pouco extenso, procure reduzi-lo, pois nenhuma empresa gosta de receber um currículo por fax com mais de três páginas.

 

 

Modelos de Curriculo

Modelo Numero Um

Modelo Numero Dois